Seja bem vindo
Sumaré,20/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

TODO CUIDADO PERANTE A DENGUE É INSUFICIENTE!

TODO CUIDADO PERANTE A DENGUE É INSUFICIENTE!

A dengue é uma doença infecciosa causada por umarbovírus (encontrado quatro tipos diferentes de vírus da patologia: DEN-1,DEN-2, DEN-3 e DEN-4) e é um dos principais problemas de saúde pública no planeta.A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a dengue está amplamentedistribuída nas Américas. Apenas o Canadá e o Chile continental estão livres dadoença e seu vetor. O Uruguai não tem casos registrados de dengue, mas tem a permanênciado mosquito Aedes aegypti.

Temido pela população de paísestropicais, como o Brasil, devido ao clima favorável à sua proliferação, omosquito Aedes Aegypti possuium ciclo de vida de 45 dias e, apesar do período curto de sobrevivência, podecolocar até 450 ovos, transmitindo doenças como a dengue, que provou inúmerasmorte.  Como outras espécies na natureza, o mosquito também se adapta àscondições de subsistência e a água limpa deixou de ser a única opção para que afêmea deposite seus ovos.

O mosquito Aedes aegypti, transmissordas arboviroses existente atualmente no Brasil, principalmente a dengue, deacordo com pesquisadores chegou a ser erradicado do nosso território na décadade 50 do século passado, como prática de uma série de ações para o combate econtrole da febre amarela. Contudo, dada a presente dimensão de infestação, éimprovável imaginar esse contexto novamente, o mosquito veio para ficar.

Apóspicar uma pessoa contaminada com um dos quatro sorotipos do vírus, a fêmea domosquito pode transmiti-lo para outras pessoas. Há registro, também, detransmissão por transfusão sanguínea.

Nãohá registros de transmissão da mulher grávida para o feto, mas a infecção pordengue pode levar a mãe a abortar ou ter um parto prematuro, além do fato deque a gestante está mais suscetível a desenvolver o quadro grave da doença, quepode levar à morte.

Todasas faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença, porém, em populaçõesvulneráveis como crianças ou idosos com mais de 65 anos, o vírus da dengue poderelacionar com doenças pré-existentes e levar a quadros graves ou gerar maiorescomplicações nas condições clínicas de saúde da pessoa.

O tratamento para infecção pelo vírus consiste principalmentena reposição volêmica adequada, levando-se em consideração a dimensão da doença(grupos A, B, C e D) de acordo os sinais e sintomas apresentados pelo doente,assim como no reconhecimento precoce dos sinais de alvoroço. Geralmente em casosleves com quadro sintomático recomenda-se: - Repouso relativo, enquanto durar afebre; - Incentivo à ingestão de líquidos; - Administração de paracetamol oudipirona, com orientação de um profissional médico, em caso de dor ou febre; - Nãoingerir ácido acetilsalicílico; - Recomendação ao infectado para que retorneimediatamente ao serviço de saúde, em caso de sinais de alterações.

Os infectados que apresentam sinais de alarmeou quadros graves da doença requerem internação para o manejo clínico adequado.Ainda não existe tratamento específico para a doença, embora os pesquisadorestrabalhem incansavelmente na busca de soluções.

Prof. Osmar Azol Fernandes





COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login