Seja bem vindo
Sumaré,21/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Du Cazellato diz não a Microsoft em Paulínia

Enquanto o prefeito recusa a gigante da tecnologia, cidades da região que disseram sim à empresa comemoram a geração de emprego e renda

Fonte: Leandro Pereira MTB 54314
Du Cazellato diz não a Microsoft em Paulínia

A
atual administração do prefeito Du Cazellato recusou em Paulínia, um projeto
gratuito de qualificação em tecnologia, oferecido pela empresa norte-americana
Microsoft. Enquanto isso, a gigante de tecnologia fundada por Bill Gates,
anunciou investimentos milionários nas vizinhas Sumaré e Hortolândia, com a
construção de datas centers, que além de receitas geradas pelos serviços
prestados, vão gerar empregos e renda.

A
proposta da Microsoft em Paulínia ocorreu no final de 2022, por meio do
Protocolado 34753/2022; um acordo de cooperação técnica de capacitação chamada
Escola do Trabalhador 4.0 que traria os seguintes benefícios:

Capacitação:
disponibilização da plataforma desenvolvida pela Microsoft, denominada “Escola
do Trabalhador 4.0”
, com acesso gratuito a conteúdo Microsoft Learn e Office
Support, combinado com certificações Microsoft integradas na plataforma de
E-learning (ferramenta Microsoft Community Training).

Treinamento
de professores ou monitores indicados pelo município para o uso da Escola do
Trabalhador 4.0. Disponibilização, pela Microsoft, de sua plataforma,
ferramentas, conteúdos, capacitações e ofertas globais da Microsoft quanto as
suas ações e políticas voltadas a educação, incluindo a disponibilização, de
forma não onerosa, do Office 365 Educacional A1 (versão nuvem) para alunos,
professores e equipes técnicas.

➡️
As únicas obrigações da Prefeitura de Paulínia seriam:

I -
Criar o ambiente para a Instituição e realizar o prévio cadastramento dos
professores, alunos e demais profissionais na Plataforma do Office 365.

II -
Disponibilizar todos os e-mails aos professores, alunos e demais profissionais
cadastrados.

 III - Habilitar o Office 365 e a ferramenta
Teams para todos os professores, alunos e demais profissionais cadastrados.

 IV - Disseminar junto aos professores, alunos
e demais profissionais, a utilização da plataforma do Office 365 como recurso
para apoio ao ensino e à aprendizagem.

V -
Estimular e comprometer-se com a adoção, em sala de aula, das ferramentas
disponibilizadas.

 VI - Designar os profissionais da Secretaria
que serão responsáveis pela implementação do previsto neste termo.

Mesmo
assim, logo no começo de 2023, a gestão do prefeito Du Cazellato informou a
Microsoft, que não seria possível aceitar o projeto na cidade, já que a
Secretaria de Educação, que tem um orçamento na casa das centenas de milhões de
reais (R$ 540 milhões e 2023 e R$ 580 milhões em 2024), não tem profissionais e
equipamentos suficientes para atender a demanda.

➡️
Microsoft avança em Sumaré e Hortolândia

Enquanto
a Prefeitura de Paulínia, dispensa a Microsoft da cidade. A gigante da
tecnologia avança seus investimentos em Sumaré e Hortolândia.
 

Na
última semana, o prefeito de Sumaré, Luiz Dalben, ao lado do deputado Dirceu
Dalben, recebeu a visita do gerente de Engajamento Comunitário nas Américas da
empresa, Chad Wesen, que apresentou à comunidade o projeto de implantação do
data center na cidade.

As
obras de construção seguem em ritmo acelerado, em uma área de cerca de 300 mil
metros quadrados. Mesmo com a recusa da Prefeitura, o deputado Dirceu Dalben
disse que trabalha para que a Microsoft se instale em Paulínia.

































Já em
Hortolândia, no último dia 3, o prefeito Zezé Gomes, recebeu representantes da
Microsoft para apresentar o cronograma de instalação da companhia na cidade.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login