Vacinação contra COVID-19 terá agendamento digital em Hortolândia

Para a vacinação contra a COVID-19, Hortolândia contará com sistema de agendamento online, evitando aglomeração nos locais utilizados para a aplicação das vacinas.

Por Redação 10/01/2021 - 23:53 hs

Para a vacinação contra a COVID-19, Hortolândia contará com sistema de agendamento online, evitando aglomeração nos locais utilizados para a aplicação das vacinas. O anúncio foi realizado pelo prefeito Angelo Perugini, nesta quinta-feira, dia 7, durante encontro regional de prefeitos e secretários de Saúde, em Hortolândia.


O evento foi conduzido pela diretora da DRS-VII (Departamento Regional de Saúde), órgão da Secretaria de Estado da Saúde, Mirella Povinelli, e contou com a presença do diretor da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), Antônio Saciloto, e de representantes de 12 municípios abrangidos pela área de atuação da diretoria, entre eles, o prefeito de Jaguariúna, Gustavo Reis, que é vice-presidente da Frente Nacional dos Prefeitos.


O objetivo do encontro foi discutir ações para combate ao avanço do Coronavírus que possam ser compartilhadas pelos municípios da região, por enfrentarem todos a mesma realidade nesta pandemia.


“Precisamos de muita parceria, esperança e força de vontade para abraçarmos esta tarefa, trabalhando para oferecer ações eficazes para proteger a população. Fazemos parte de uma mesma região, enfrentamos os mesmos desafios e precisamos pensar como um todo nas ações preventivas”, destacou Perugini.


A diretora da DRS-VII abriu o encontro apresentando o Plano de Contingência Regional, diretrizes que norteiam as ações de 42 municípios no combate à pandemia. “É preciso chamara a atenção dos gestores para a gravidade desta pandemia e para a alta nos casos que temos registrado nos últimos dias. Estruturas que já haviam sido desmobilizadas, foram reativadas. Estado e municípios, que desde o início foram muito parceiros, precisam novamente unir forças para juntos preservar vidas”, enfatizou Mirella.


De acordo com a diretora da DRS-VII, entre as medidas adotadas pelo Estado na região estão a reativação de 30 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) específicos para tratamento de pacientes com COVID-19 na Unicamp, disponíveis por mais seis meses e a reativação de seis leitos de UTI e outros seis de enfermaria no Hospital Estadual de Sumaré.


Em Hortolândia, a Unidade Respiratória montada pela Prefeitura na UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) Jd. Nova Hortolândia, em março do ano passado, no início da pandemia, não foi desativada. No entanto, conforme explicou o secretário adjunto de saúde, Rodrigo Freire, a estrutura passou a atender um volume excedente de pacientes nas últimas semanas, ultrapassando 250 pessoas por dia.