Novo reservatório de água do Jardim São Francisco entra na fase de testes finais

A Coden Ambiental, responsável pelos serviços de Saneamento Básico de Nova Odessa, prevê para a segunda semana de abril o início das operações do novo reservatório de água tratada do Jardim São Francisco.

Por Redação 06/04/2021 - 11:46 hs

A Coden Ambiental, responsável pelos serviços de Saneamento Básico de Nova Odessa, prevê para a segunda semana de abril o início das operações do novo reservatório de água tratada do Jardim São Francisco.


Segundo o diretor técnico da empresa, o engenheiro Rean Gustavo Sobrinho, a obra já entrou em fase de conclusão com a realização dos testes de estanqueidade, para verificar a possibilidade de vazamentos, o que deve durar cerca de 8 dias.


“Estamos seguros de que não haverá nenhum problema porque esse é um reservatório de concreto armado, com impermeabilização interna de manta asfáltica. No entanto, o teste de estanqueidade é um procedimento padrão para atestar que a obra está de acordo com as normas técnicas. Não ocorrendo inconformidades, começaremos as manobras para o abastecimento da região”, explicou.


O novo reservatório é do tipo apoiado, tem um volume útil de 600 metros cúbicos e começou a ser instalado pela Coden Ambiental em novembro de 2020, no mesmo local onde a empresa mantinha um reservatório metálico de 100 metros cúbicos. O equipamento foi doado pela Fazenda Fortaleza Ltda, loteadora do Residencial Parque Fortaleza, como compensação socioeconômica prevista em termo de compromisso assinado com a prefeitura de Nova Odessa em 2018.


Com a iniciativa, a capacidade de armazenamento e distribuição de água tratada na região está aumentando cinco vezes, beneficiando o Jardim São Francisco, Jardim Industrial Dante Siani, Residencial Jardins da Cidade, Residencial Vista Jardim, Residencial Parque Fortaleza, Residencial Terra Nova e parte dos Jardins Santa Luiza I e II.


Atualmente, o sistema de reservação de água mantido pela Coden Ambiental em Nova Odessa conta com cinco reservatórios e um volume total de 12.250 metros cúbicos, o que permite garantir o acesso da população à água potável. De acordo com estimativas do IBGE em 2020, a cidade tem 60.956 habitantes.